terça-feira, 11 de junho de 2013

O que realmente aconteceu no AERUS?!

          Recentemente tivemos grandes agitações nos casos do AERUS, inclusive o julgamento do tão esperado processo de Defasagem Tarifária da VARIG; infelizmente o Blog Rodrigo Varig ficou ausente por muito tempo durante todas essas agitações, mas agora estamos de volta e prontos para explicar tudo o que realmente aconteceu com os nossos processos.
         O Blog Rodrigo Varig tem como objetivo relembrar a época de ouro da VARIG o que nos deixa receosos ao fazermos postagens sobre o caso VARIG/AERUS pois queremos relembrar todos aqueles momentos bons, e a luta pelos nossos direitos pós-falência não nos trás as melhores lembranças. Mas ao mesmo tempo o Blog Rodrigo Varig tem a noção de que a luta é importante e de que nossos leitores merecem as notícias anunciadas com clareza e de bom entendimento para todos.
         Uma vez que explicamos a situação, vamos voltar para os processos da VARIG/AERUS. O que realmente aconteceu nos últimos dias?! Vamos descobrir agora com a ajuda do Castagna Maia Blog  que é o blog do escritório de advocacia que cuida da maioria dos processos do AERUS.


  • Audiência com o Ministro Joaquim Barbosa (Fevereiro)
          No dia 21 de fevereiro de 2013 representantes do escritório de advocacia Castagna Maia, O Senador Paulo Paim e Graziella Baggio estiveram em audiência com o Ministro Presidente do STF, Joaquim Barbosa e segundo os relatos dos presentes o ministro nos deu esperanças renovadas e a oportunidade de explicar detalhadamente o caso. Joaquim Barbosa se mostrou sensível ao caso e disse que despacharia o processo o mais rápido possível.

  • Anúncio do Julgamento da Defasagem Tarifária
          O recurso da defasagem tarifária da VARIG contra a união entrou em pauta para o dia 08/05/2013 as 14 horas e seria transmitido ao vivo pela Tv Justiça. Foi importante lembrar nesses dias antes do julgamento que uma decisão favorável a VARIG não traria soluções imediatas pois ainda seriam necessárias a fase de liquidação da sentença, mas a nossa vitória já seria um grande passo.

  • Julgamento da Defasagem Tarifária
          No dia 08/05/2013 aconteceu o Julgamento da Defasagem Tarifária da VARIG e a Ministra Relatora do nosso processo, Carmem Lúcia, votou a favor da RG e fez um lindo discurso defendendo a nossa causa e citando todos os pontos que nos oferecerem razão para sairmos vitoriosos nesse processo.Infelizmente logo após o voto da Ministra, o Ministro Joaquim Barbosa interrompeu o julgamento e fez um pedido de vista dos autos. A decisão surpreendeu a todos nós que estávamos assistindo aquele julgamento, em todas as conversas sobre o nosso caso os ministros de uma forma geral, inclusive Joaquim Barbosa se mostraram muito preocupados com a nossa situação e principalmente com a demora na resolução do caso.

          Tentamos explicar aqui as decisões mais importantes do caso e talvez tenhamos ficado com a impressão de que a solução ainda esta longe e de que nada foi feito. Mas volto a afirmar que o julgamento da Defasagem Tarifária foi um passo muito importante, acredito que na próxima vez que o nosso julgamento for colocado em pauta será uma causa ganha. Não podemos nunca perder a nossa esperança!

2 comentários:

  1. Gostei do blog......muito bem elaborado e texto genial.......parabéns RODRIGO

    ResponderExcluir

  2. ACORDO / AERUS / AGOSTO



    Domingo, mais um dia para administrar as minhas emoções.

    Em particular a "ansiedade" bastante agravada em decorrência dessa longa luta e espera de que, efetivamente, seja feita essa tão desejada e aguardada Justiça..

    Justiça essa que por vários anos foi procrastinada pelas autoridades governamentais acompanhada de implacáveis e inexplicáveis auto justificativas, doença essa que contagiou os tribunais e vem contagiando até aqueles que ocupam as atuais posições de liderança em nossa própria área de atuação.

    Esse comportamento que para alguns são simples pretexto para esconder suas próprias falhas e desculpas pelo seu fracasso, para outros, com dignidade e carácter, a auto justificativa vai muito mais alem, ela se traduz claramente:
    "Eu não erro nunca! Quando eventualmente eu cometo erro, foi porque alguém produziu causa !"

    Orgulho, prepotência, arrogância... Falhas de caráter com as quais mantenho um estreito relacionamento, me exigindo um grande esforço para mante-las sob relativo controle. Entretanto, somente as pessoas que como eu possuem essas imperfeições, sabem o trabalho dispendido para mante-las nesse referido controle...

    Mas vamos tratar de assunto de mais importância no momento. Vamos falar sobre o acordo em andamento. Acordo que todos sabem, tem que ser bom para ambas as partes, ou seja, bom para os dois lados!

    Como até o momento não se tem nada oferecido de concreto, perder-se em conjecturas, dando asas à essa imaginação agravada com o nosso triste passado de frustrações, está totalmente excluído e me parece uma péssima opção.

    Então, pelo menos no momento, só nos resta esperar a famigerada reunião da próxima terça feira, 27 de agosto e aguardar os primeiros resultados.

    Entretanto , eu confesso: Algumas vezes quando me encontro numa situação confortável de esperança, lembrança dos acontecimentos e dos fatos desse nosso passado não tão distante, momentaneamente me reduz a fé e me tira do controle...Então uma luz amarela fica piscando em minha mente lembrando :" quem esquece o seu passado esta condenado a revive-lo ", e eu receio, com toda sinceridade não ter mais estrutura para isso...

    Se para o governo, trata-se de mais uma simples questão de rotina da União, apenas mais uma oportunidade de nos convencer a aceitar uma situação para nós desfavorável,...

    Para muitos de nós, em virtude do peso da idade, da péssima situação financeira, das frágeis condições físicas, mentais e emocionais, é literalmente, uma questão de vida ou morte!

    Estou ciente que esse acordo apenas se inicia, e está apenas começando a adquirir forma... Mas também sabemos que uma boa formação depende necessariamente de um bom começo e portanto levar a sério desde o início, torna-se imprescindível e fundamental a essa formação do acordo .

    Sabemos que "acordo" não significa que tudo tem que ser como desejamos. Mas, de forma alguma significa que tenha que ser "AGOSTO" do governo, como foi em todos esses encontros no passado.

    Entretanto, toda moeda tem dois lados, o resultado da reunião pode também ser positiva, de verdade, promissora e de processo de pronta realização.
    Então com prazer e alegria esperaremos de braços abertos ...quando SETEMBRO vier.

    Portanto mentes abertas nesse momento é fundamental . Sugestões e opiniões devem ser sempre bem recebidas e respeitadas.

    Tentemos colocar em nossa mente: Sua opinião é muito boa, mas quem sabe se do seu companheiro não é melhor? Vamos ouvi-la com respeito e dignidade.

    Lembramos que respeitar opinião não é favor, mas sim obrigação de todos nós. E destacamos que a falta de educação e grosseria, é violência verbal e não tem nada a ver com franqueza ou sinceridade!

    Agora é tempo de orar, vigiar e aguardar!

    Que Deus abençoe a todos nós, e o Espirito Santo ilumine as mentes de todos, principalmente dos que estarão na mesa de negociação!

    Abraços fraternos
    Francisco Barros
    UM EX FUNCIONÁRIO VARIG / TRANSBRASIL

    ResponderExcluir