terça-feira, 28 de junho de 2011

Aeromoças da Dilma!

Orgiem: Paraná Online

"Depois que Dilma Roussef levou Gleisi Hoffmann e Ideli Salvati para o Palácio do Planalto, um cético que, além do medo de avião, tinha medo de ver uma mulher no comando do governo, passou a viajar mais tranquilo pelo Brasil.
Fazendo os gestos das comissárias de bordo, indicando aos passageiros as saídas de emergência, o convertido se justificava no cafezinho do aeroporto Afonso Penna: 
- Com a Dilma no comando e a Gleisi e a Ideli distribuindo guloseimas para os deputados a bordo, eu sinto que apesar dos solavancos teremos uma viagem tranquila. E aterrissagem com uma mulher no manche é sempre muito mais suave.
Ouvindo a justificativa, um circunstante acrescenta:
- Com o temperamento da Dilma, agora as aeromoças serão orientadas a tratar a base do governo dentro da realidade, sem maiores promessas.   
E o outro não perde a piada:
- Ao entrar no avião da Dilma, o deputado do PMDB, muito medroso, pergunta:
- Por favor, comissária Gleisei! Este tipo de avião costuma cair muito?
- De jeito nenhum!
O peemedebista suspira aliviado e a Ideli completa:
- Este tipo de avião cai uma vez só!
Nos idos do Zepelin, até o início dos anos 30 do século passado, os primeiros profissionais do ar eram todos homens. A precariedade dos instrumentos de orientação e a pouca autonomia de vôo faziam do voar uma aventura. Não foi à toa que as primeiras profissionais eram enfermeiras, usando inclusive uniformes de enfermeiras durante o vôo. Com aviões mais seguros, a imagem de "anjo da guarda" foi substituída pela do glamour e, nos anos 60, as aeromoças eram tão cobiçadas quanto as estrelas de cinema.
Que as aeromoças da Dilma nos deem um sono tranquilo nessa aeronave verde-amarela. Mesmo sabendo que lá fora algumas borrascas se formam. A bombordo, pela primeira vez a marca de 700 bilhões em impostos pagos é atingida ainda no primeiro semestre do ano. A estibordo, com o consumo nas alturas, o endividamento no cartão de crédito, cheque especial, financiamento bancário, crédito consignado, crédito para compra de veículos e imóveis, a economia entra em pânico. Na popa temos as heranças malditas de sempre e, na proa, a aeronave da comandante Dilma tem pela frente a nuvem negra carregada de cargos do PMDB.
Por viverem nos píncaros do poder, os ministros parecem flutuar e, quando os terráqueos mais precisam deles, são vistos em alturas inatingíveis. Com as comissárias da Dilma, esperamos voar com os pés no chão. Pelas asas da Panair, algo especial no ar, um jeito diferente de voar, fazendo do céu o melhor lugar da terra. Estrelas brasileiras no céu azul, iluminando de Norte a Sul, que elas nos tragam um Natal de felicidade e um Ano Novo cheio de prosperidade. Varig, Varig,Varig!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário