quinta-feira, 24 de março de 2011

O vai e vem da marca VARIG

          Todos nós sabemos que a marca VARIG representa um pouco da Pioneira, eu e Rodrigo discutimos por volta de 1h e chegamos a essa conclusão:
VRG - 30% Pioneira
FLEX - 50% Pioneira
e os outros 20% se perdeu na história.
Bom a VRG não merecia uma postagem aqui até a conclusão dos 30%. Então é o seguinte, em meados de 2008 Constantino Junior (então presidente da Gol Linhas Aéreas) disse em rede aberta que a marca Varig não iria desaparecer. Ele tinha 2 motivos em especial para cumprir o antes dito:
1- o nome VARIG tinha (hoje não tem mais) MUITA força de mercado ou seja só no simples fato de você falar    "eu vou de VARIG" o outro respondia: "então você vai bem!"
2- a Gol tendo 2 marcas ela pode manter uma no modo normal de operações (sem ser Low-Cost Low-Fare) e para destinos internacional. A outra ela pode deixar em serviços regionais nacionais.
Ja era 2009, os 5 767 que eram da Pioneira hoje restam apenas 3, um pintando de branco, um com a pintura da VRG/GOL e o outro com a pintura VRG/VOLO. Pois é. Chegara o ano da burrada de Constantino Jr. Ele faz dos 767, low-cost low-fare E apenas para locação e voos CHARTER entre São Paulo e America Central. Ou seja, ele tira os 767 de Bogotá, Santiago e outros destinos e coloca em um de pouca demanda. A Gol publica oficialmente a absorção da marca Varig por não suprir o esperado.
Em 2010, aproveitando o crescimento da indústria e de olho na força que a Varig ainda tem no exterior, onde ainda é mais conhecida que a Gol, a vice-presidente de Mercado da Gol, Claudia Pagnano, quer fortalecer o uso da marca em voos internacionais. A executiva começou a trabalhar no projeto em março deste ano. Sem muito alarde, a empresa passou a utilizar aviões da Varig em suas rotas para o Caribe. O próximo passo, não confirmado pela companhia, pode ser a retomada de voos regulares em outros países. Ou seja aqueles voos que iam para Frankfurt, Milão, Londres, Caracas, Madrid, Miami e Nova Iorque.
Todos que conhecem a Gol bem como eu, sabiam que isso ia ser apenas uma "marolinha" (segundo nosso amigo Lula, aquele que julgou a crise como se fosse coisa boba, aquele Lula que matou a VARIG PIONEIRA). Pois bem, foi isso que aconteceu, estamos no final de Março de 2011 e saiu uma matéria na revista Avião Revue com o título: "VARIG, o triste fim da pioneira"; Nessa matéria conta toda a vida da VARIG e na descrisão de uma foto do PR-VAC (o unico 767 da VRG nas cores da VRG/GOL): "767-200ER Esta aeronave e outros quatro 767ER ainda são usados em voos intenacionais e longas rotas nacionais. Comenta-se que todas essas aeronaves serão retiradas de serviço até o fim de março" ... Mas todos que conhecem a Gol sabem que não se trata de uma especulação e sim da absorção definitiva da marca Varig.

Breno Varig

Nenhum comentário:

Postar um comentário